terça-feira, 29 de outubro de 2013

Homossexualidade e cristianismo









                                                                                                                                                           

As denominações cristãs têm uma variedade de pontos de vista sobre questões relacionadas a orientação 
sexual e homossexualidade, que vão desde a condenação definitiva à aceitação completa. De acordo com os valores tradicionais das religiões abraâmicas,1 a maioria das denominações cristãs acolhem as pessoas atraídas pelo mesmo sexo, mas ensinam que as relações e atos sexuais homossexuais são pecaminosos.2 3 Estas denominações incluem a Igreja Católica Romana,4 as Igrejas Ortodoxas Orientais,5 as igrejas metodista,2 6 7 8 e algumas outras denominações protestantes9 Muitas igrejas pentecostais como a Assembléia de Deus,10 bem como igrejas restauracionistas, como as Testemunhas de Jeová e os Mórmons, também assumem a posição de que a atividade sexual homossexual é algo imoral.11 12
Outras denominações cristãs não consideram relações homossexuais monogâmicas como pecaminosas e imorais. Estas incluem a Igreja Unida do Canadá e a Igreja Unida de Cristo.13 Em particular, a Igreja da Comunidade Metropolitana foi fundada especificamente para servir a comunidade LGBT cristã. Na Europa, também há muitas igrejas cristãs que não consideram relacionamentos do mesmo sexo monogâmicos como pecaminosos ou imorais. Estas incluem todos os alemães luteranos, igrejas unidas e reformadas na Igreja Evangélica na Alemanha,14 todas as igrejas reformadas suíças na Igreja Reformada Suíça, a Igreja Protestante da Holanda, aIgreja Nacional Dinamarquesa, a Igreja da Suécia, a Igreja da Islândia, a Igreja Evangélica Espanhola15 e a Igreja da Noruega. A Igreja da Finlândia também permite oração para casais do mesmo sexo.16
Algumas denominações da mesma escola de pensamento cristão mantém posições opostas sobre o tema. Várias partes da Igreja Luterana mantém posições divergentes sobre a questão, com opiniões que vão desde que atos homossexuais são pecados à aceitação das relações homossexuais. Por exemplo, a Igreja Luterana - Sínodo de Missouri e a Igreja Luterana da Austrália reconhecem a conduta homossexual como intrinsecamente pecaminosa e procuram ministrar para aqueles que estão lutando contra inclinações homossexuais.17 18 No entanto, o Igreja da Suécia realiza casamentos do mesmo sexo, enquanto a Igreja Evangélica Luterana na América abre o ministério da igreja para pastores gays e lésbicas e outros trabalhadores profissionais que vivem em um relacionamento afetivo.19 ASociedade Religiosa dos Amigos (Quakers) é também muito parecida com o luteranismo em relação à homossexualidade. Por exemplo, a Amigos Unidos e a Reunião Evangélica Internacional dos Amigos acreditam que as relações sexuais são toleradas apenas no casamento, que eles definem como sendo entre um homem e uma mulher.20 No entanto, a Conferência Geral dos Amigos e os Amigos na Grã-Bretanha aprovam o casamento homossexual.21 22 A maior parte da Comunhão Anglicana não aprova a atividade homossexual, com exceção da Igreja Episcopal dos Estados Unidos, que está enfrentando uma possível exclusão de organismos internacionais anglicanos sobre a questão.23
A maioria das denominações pentecostais se opõem fortemente ao comportamento homossexual,] mas há um crescente número de denominações e igrejas independentes que aceitam totalmente a homossexualidade e, inclusive, realizam casamentos homossexuais.
Além disso, algumas denominações cristãs, como a Igreja Moraviana, acreditam que a Bíblia menciona atos homossexuais de forma negativa, embora ainda esteja a trabalhar na criação de políticas para a questão da ordenação e da homossexualidade, mantendo uma pesquisa sobre o assunto.24

Fonte: Wikipédia