domingo, 10 de novembro de 2013

Diretor de festival gay negocia participação do pastor Marco Feliciano em debate no evento

No mês de maio, os organizadores do 21º Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade enviaram por meio de anúncios de página inteira publicados na “Folha de S. Paulo”, convites ao evento a personalidades classificadas por eles como homofóbicas. Entres os convidados estavam nomes como os deputados Marco Feliciano (PSC-SP) e Jair Bolsonaro (PP-RJ) e a cantora Joelma, vocalista da banda Calypso.
Na época, Feliciano enviou uma nota confirmando sua participação no evento, que teve início na última quinta feira (07) e vai até o dia 12, ressaltando que “minha origem cristã não repudia a diversidade”.
Ao longo da última semana, André Fischer, um dos presidentes do evento, afirmou à Folha de S. Paulo que enviou um convite formal ao deputado, que também é presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara, para participar de um debate no festival, mas que não teria obtido uma resposta do parlamentar.
- O Feliciano respondeu até de forma educada, dizendo que compareceria. Estamos negociando sua participação para um debate, que faz mais sentido do que a presença dele na abertura, mas ainda não conseguimos bater agenda. Bolsonaro respondeu direto para a imprensa, falando que compareceria para ‘converter homossexuais’, portanto nem consideramos sua participação – afirmou Ficher.
Porém, Talma Bauer, chefe de gabinete do deputado, teria dito que não recebeu o referido convite, o que pode significar que o religioso não comparecerá ao evento, segundo os organizadores do festival.
Por Dan Martins, para o Gospel+